Croce, Aflalo & Gasperini: Banca Commerciale Italiana, São Paulo

Torre e embasamento num só volume em concreto

A volumetria do edifício da Banca Commerciale Italiana resulta das imposições da legislação urbanística em vigor, que restringe a utilização do lote a índices inferiores aos anteriormente permitidos. Procurou-se dar ao prédio uma conformação monolítica, englobando embasamento – térreo e sobreloja -, torre, e abrindo um piloti no espaço intermediário. Mesmo utilizando esses recursos, o edifício ficou sensivelmente mais baixo que os prédios vizinhos, ocasionando um contraste no perfil da avenida Paulista. 0 tratamento exterior procura dar mais corpo ao volume, através de brises salientes, recuando o paramento de vidro em relação ao alinhamento da estrutura.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 7.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Clique e assineJá sou assinante