Da filosofia à arquitetura | Por Cristina Xavier

Da filosofia à arquitetura, o aprendizado no canteiro.

Em 1984, quando ainda estudava Filosofia na USP, ela projetou e construiu uma casa para sua própria residência. Em 87, concluída a primeira faculdade, Cristina iniciou o curso de Arquitetura também na USP. Em 1991, ainda aluna da FAU, ela colaborou com o pai, o arquiteto João Batista Alves Xavier, no conturbado concurso para o Paço Municipal de Osasco, no qual saíram vencedores na seção Memória.Antes de concluir o curso de arquitetura, Cristina também trabalhou em projetos, basicamente residências, solicitados por amigos. Na época, conheceu o engenheiro Hélio Olga, calculista e fabricante de estruturas de madeira, com quem formou parceria desde o início. “Trabalho com Cristina desde a primeira casa que ela desenhou“, relata Hélio. Esses projetos seguem a experiência contemporânea da arquitetura brasileira com estrutura de madeira difundida por Zanine Caldas.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 8.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Assine por R$ 2,99 mensaisJá sou assinante