Conteúdo Rewood:
A arte de projetar em madeira

Sintonizada com as demandas contemporâneas - em que a sustentabilidade ganha importância a cada dia -, a Rewood oferece um serviço completo para quem deseja projetar com madeira laminada colada, assumindo da concepção ao acabamento. Defensora apaixonada desse modo natural de construir, a empresa ainda disponibiliza para download um caderno com detalhes construtivos, compêndio valioso para interessados no tema

Patrocinado

Bastante utilizada e apreciada na Europa e na América do Norte, a madeira laminada colada (MLC) chegou à América Latina como uma solução para o futuro – para a Rewood. A empresa especializada em estruturas feitas com material engenheirado de madeira tem nessa tecnologia seu grande diferencial: permite projetar com design inovador e praticamente sem limites dimensionais. Com a tecnologia da MLC é possível construir estruturas para além das já imaginadas e executadas, a exemplo de casas, hotéis, anexos, museus, espaços corporativos, bares e shoppings realizados pela Rewood. A empresa dispõe de equipe especializada para assumir todas as etapas do processo – estudo de viabilidade, projeto, fabricação, usinagem, logística de transporte, montagem e acabamento -, também deve seu sucesso à presença de um outro componente na fórmula do negócio: a paixão pela madeira.

“Trata-se de uma matéria-prima por excelência para a arquitetura, pois é um recurso natural renovável e ainda retira CO2 da atmosfera, contribuindo para reduzir a poluição do ar e o aquecimento global”, diz o Dr. Calil Neto, sócio diretor da Rewood. Vale lembrar que, em suas obras, a Rewood prevê o uso exclusivo de madeira de reflorestamento, poupando as florestas nativas brasileiras. Outro resultado do compromisso da empresa com a sustentabilidade e a disseminação da MLC no Brasil aparece no material explicativo que produziu. “Para projetar com madeira é preciso pensar em madeira e infelizmente a maioria das escolas de arquitetura despende poucas horas ensinando esse tópico, que acreditamos ser do futuro. Em vista disto, disponibilizamos nosso caderno de detalhamento construtivo para que todos entendam e aprendam como projetar com esse material que tanto amamos”, segue Calil.

 

 

Uma obra concluída em 2018 reafirma as incontáveis vantagens de uma estrutura de MLC fornecida pela Rewood: a Sede Administrativa da Fundação Florestal na Estação Ecológica Juréia-Itatins, em Peruíbe, SP, assinada pelo 23 Sul. Já constava do edital a orientação sobre o uso de materiais certificados, daí a ênfase na madeira engenheirada – também em resposta à premissa de criar uma edificação com baixo impacto ambiental. A solução desenvolvida foi baseada na utilização de elementos leves industrializados: uma edificação com pilares e vigas de madeira laminada colada (MLC) de pinus tratado, fechamentos de placas e painéis, além de cobertura metálica. O esqueleto de madeira com quase mil metros quadrados levou apenas um mês para a montagem e o total da obra, seis meses. “Na construção com MLC, as peças já chegam industrializadas ao canteiro, algo muito importante sobretudo nesse caso, devido à dificuldade de acesso”, explica o arquiteto Gaú Manzi, integrante do 23 Sul. “Importantíssima também é a cobertura plana, que casa perfeitamente com o  MLC”, conclui Augusto Vitorelli, diretor de obras da Omnitrade Brasil, empresa parceira da Rewood em outros projetos.

 

Baixe aqui o caderno de detalhes:
www.rewood.com.br/materiais

 

 

www.rewood.com.br
[email protected]

11 4787-3366

 

www.omnitradebrasil.com

11 4561-3992