(Foto: Divulgação/Coral)

Conteúdo Coral:
O Futuro ao vivo e a cores

Desde 2004, renomados especialistas em design e arquitetura, editores de moda, analistas culturais e representantes de grandes indústrias mundiais se juntam à equipe de cores da Akzo Nobel para entender o espirito do momento e antecipar tendências da vivência humana. O resultado é o Colour Futures, um estudo robusto de comportamento, interpretado através das cores.

Patrocinado

Mais de 20 profissionais multidisciplinares se reunem há 18 anos na Holanda, sede da Akzo Nobel – indústria de tintas apaixonada por criar, produzir e oferecer a pintura que torne a vida das pessoas mais agradável e inspiradora -, que tem entre seu vasto portfólio de marcas as Tintas Coral, para lançarem um apurado olhar para o coletivo, seus anseios e comportamentos, dando assim origem às quatro grandes tendências que nortearão as escolhas da sociedade em cada período. Nasce assim o Colour Futures, um estudo que interpreta essas disposições em mais de 30 cores, entre elas a eleita como Cor do Ano.

Lançado de forma simultânea em 80 países, o estudo – muito aguardado por profissionais e consumidores – dita inclinações em decoração e design de interiores e aponta as cores e tons que representam o momento em que estamos vivendo. Em 2021, por exemplo, em um cenário desafiador como o vivido atualmente, o tema definido foi a coragem para esculpir a mudança. A mensagem é de nos adaptarmos ao futuro, juntos, acreditar na solidariedade social e conhecimento do passado, e nos aliarmos às soluções inteligentes e sustentáveis que devem ser criadas para o futuro.

 

 

Pelo quarto ano consecutivo, as artistas plásticas brasileiras Carlota Gasparian e Adriana Pedrosa fazem parte desse seleto grupo e levam as impressões da América Latina para compor o estudo. Em uma imersão de três dias, os experts trocam ideias, trazem suas observações, insights e vivências em cada canto do globo, e capacitam o time a antever o que está por vir e moldar os conceitos que sustentam o Colour Futures, a cada ano.

Por mais de 25 anos, o Centro de Estética Global da Akzo Nobel em Amsterdã se movimenta no intuito de analisar essas tendências globais e colaborar, assim, com diversos tipos de profissionais – desde arquitetos e decoradores até diretores de arte e designers de indústrias automotivas. A indústria holandesa entende que as pessoas querem ter confiança em suas opções de cores, para que se mantenham na moda mas ao mesmo tempo não fiquem datadas. Ao analisarem fatores sociais, econômicos e de design, ajudam assim a prever os melhores caminhos para essas escolhas. Segundo Heleen Van Gent, diretora de criação do Centro de Estética Global da AkzoNobel, “a partir de nossa pesquisa rigorosa, alinhada ao monitoramento de tendências e à nossa experiencia com cores, temos certeza de selecionar as mais adequadas para nossa futura forma de viver”.

 

Equipe do centro de estética global Akzo Nobel. Ao centro, Heleen van Gent, Chefe do CEG e Diretora Criativa (Foto: Divulgação/Coral)

 

Neste ano, segundo Van Gent, “todos enfrentamos experiências que parecem desconectadas do mundo moderno. Mas também descobrimos algo muito mais positivo: a solidariedade entre pessoas que não se conhecem, e o fato de que, juntos, podemos fazer coisas extraordinárias. Nossa casa continua sendo nosso santuário, o lugar perfeito para que possamos nos readaptar e recarregar as energias”.

 

Saiba mais em:
www.colourfutures2021.com/br