Carolina Bueno e Lucas Simões: Loja, São Paulo

Escadas e rampas criam topografia interna e ordenam espaço de modo que as pessoas transitem pelos interiores sem esbarrarem nos objetos do vasto acervo

Uma intervenção realizada com materiais corriqueiros qualificou um insignificante galpão da rua João Moura, em Pinheiros, bairro da zona oeste paulistana, habilitando-o a receber a Teo, loja que comercializa mobiliário e objetos de design, sobretudo do período entre anos 1940 até 1970 – é em razão do caráter modernista dessas peças que, em vez de antiquário, a loja se autodenomina modernariato.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 6,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 8.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Assine por R$ 6,99 mensaisJá sou assinante