Carlos Bratke: Edifício-sede e presidência da Philips do Brasil, São Paulo

O projeto não estava, inicialmente, destinado a uma empresa específica. Seus incorporadores desejavam uma obra com espaços de boa adaptabilidade para as mais variadas disposições internas, satisfazendo ocupações futuras na forma de arrendamento.

Devido às condições físicas do edifício e sua localização, a Philips do Brasil adquiriu-o para abrigar sua sede, quando ainda em seu esqueleto estrutural, solicitando pequenas adaptações e alterações nos acabamentos originalmente previstos, e em alguns outros itens.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 7.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Clique e assineJá sou assinante