Foto: José Moscardi Jr.

Carlos Bratke: Edifício Plaza Centenário, São Paulo

Nos edifícios altos, a busca da modernidade faz referência a artefatos tecnológicos: carros e transatlânticos para Le Corbusier, satélites artificiais neste fim de século, imagens que aproximam a ainda artesanal obra de arquitetura da automatizada produção industrial

Com ampla experiência no projeto de escritórios, Carlos Bratke é o autor da maioria dos edifícios na área da avenida Luís Carlos Berrini, onde também se localiza sua mais recente obra, a de maior porte que até hoje realizou: o edifício Plaza Centenário. Nela o autor inicia uma nova abordagem, marcada pela ampla utilização de placas de alumínio, cujas características estruturais permitem grande liberdade na criação de formas. Mas seu emprego não se limita à exploração do aspecto plástico e estético, influenciando diretamente o processo construtivo, substituindo materiais mais tradicionais e tornando a construção mais limpa e seca, praticamente uma montagem. Com isso, ganha-se em eficiência, embora seja necessário investir na mudança de mentalidade dos executores.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 7.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Clique e assineJá sou assinante