(Foto: Leonardo Finotti)

Brasil Arquitetura: Museu do Tijolo, Arvorezinha, RS

A conclusão da obra civil do Museu do Tijolo, em 2021, é um novo passo para a consolidação do Caminho dos Moinhos, na região serrana do Vale do Taquari, no Rio Grande do Sul. Paisagem, história e cultura popular são os focos de interesse do projeto - lançado em 2003 e impulsionado em 2008 com a inauguração do Museu do Pão, em Ilópolis -, com o qual se pretende valorizar os registros da centenária presença italiana no sul do Brasil a partir da reapropriação dos moinhos onde se produzia farinha.

O Museu da Cerâmica Vermelha, ou Museu do Tijolo, teve construção civil finalizada em 2021 e agora se prepara a execução do seu conteúdo e expografia. Ele está localizado em Arvorezinha, cidade do nordeste do Rio Grande do Sul pertencente à região serrana do Vale do Taquari. Próxima à Ilópolis, onde funciona o Museu do Pão, a localidade foi um dos epicentros da imigração italiana para o Brasil na passagem para o século 20 e início deste, dos quais são testemunhos os moinhos onde os europeus produziam farinha para a fabricação dos seus alimentos. Construídos com madeira araucária, em 2003 um passo inicial para o reconhecimento do valor histórico e cultural daquelas edificações já em desuso foi dado com a criação do projeto Caminho dos Moinhos, pela Associação dos Amigos do Moinhos do Vale do Taquari (AA Moinhos). Trata-se de uma rota turística não apenas de incentivo à fruição paisagística mas também de preservação e revitalização dos moinhos, partindo-se do pressuposto de que eles testemunham uma época e um feito particular: o assentamento dos italianos no Sul do Brasil e a sua interação com a natureza e a cultura brasileiras.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 8.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Assine por R$ 2,99 mensaisJá sou assinante