Brasil Arquitetura: Memorial da Imigração Japonesa, Registro, SP

O Memorial da Imigração Japonesa resultou da transformação, desenhada pelos arquitetos Marcelo Ferraz e Francisco Fanucci, de um entreposto comercial, marco da colonização japonesa na região de Registro, cidade paulista próxima à divisa com o Paraná. Os galpões de linhas fabris, construídos no início do século 20 às margens do rio Ribeira de Iguape, hoje abrigam, ainda, um centro de capacitação de professores.

O conjunto da Kaigai Kogyo Kabushiki Kaisha (KKKK, a Companhia Ultramarina de Desenvolvimento), formado por quatro galpões de linhas fabris e um volume de três pavimentos, nascido na forma de um entreposto fluvial e consolidado como o principal centro organizador da colonização japonesa no Vale do Ribeira até o final dos anos 1930, foi reinaugurado em janeiro último. A reinauguração ocorreu após quase 18 meses de obras que transformaram o espaço no Memorial da Imigração Japonesa e no Centro de Formação Continuada de Gestores da Secretaria de Estado da Educação (Cenforgest), que promove a capacitação de professores da Fundação para o Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo (FDE).

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 7.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Clique e assineJá sou assinante