BNDES destina recursos para Museu Judaico em São Paulo

O objetivo do museu é difundir o conhecimento sobre a cultura judaica e sua integração na história do Brasil

Resultado de um concurso privado realizado há mais de uma década – do qual saiu vencedor o escritório Botti Rubin Arquitetos – e ainda não concluído, o Museu Judaico de São Paulo vai receber aporte de R$ 7,8 milhões de reais do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para dar andamento às obras que incluem tanto a restauração e adequação de uso do edifício da sinagoga Beth-El como a construção de um edifício anexo ao templo religioso.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 7.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Clique e assineJá sou assinante