Duas bibliotecas em Jussie, de Rem Koolhaas (Imagem: Revista El Croquis 79)

O discurso da desconstrução | Por Igor Guatelli

Um caminho para o ensino de projeto.

Uma análise do movimento desconstrutivista deve ser feita não a partir de seus aspectos estético-formais, o que limitaria sua abordagem, mas, a partir de seus princípios teóricos, derivados, em sua maioria, do pensamento pós-estruturalista, sobretudo da filosofia da desconstrução de Jacques Derrida (subentendendo-se aí pluralidade do fazer e de soluções).

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 8.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Assine por R$ 2,99 mensaisJá sou assinante