Após 13 anos, solo-cimento ainda resiste

Nosso trabalho começou a partir de uma realidade muito grave. Dezoito famílias estavam vivendo em condições absolutamente subumanas, num galpão de granja transformado em cortiço onde não havia água, esgoto e iluminação. À primeira vista, tínhamos pela frente um problema quase sem solução, dentro de uma cidade pequena. E a situação social dessas famílias vinha se agravando dia a dia.” O relato do arquiteto Mauro de Castro Freitas foi publicado na edição 91 de PROJETO (páginas 85 a 87), em outubro de 1986, e fazia parte da reportagem “Em São Simão, um exemplo que pode orientar os sem-casas”. A matéria refere-se à experiência que resultou na implantação do Projeto Habitacional Conjunto São Luís, construído em regime de mutirão, com a técnica de solo-cimento, naquela cidade do interior paulista.

Solo-cimento demonstra,
após 13 anos, ser ótima
alternativa para residências
Nosso trabalho começou a partir de uma realidade muito grave. Dezoito famílias estavam vivendo em condições absolutamente subumanas, num galpão de granja transformado em cortiço onde não havia água, esgoto e iluminação. À primeira vista, tínhamos pela frente um problema quase sem solução, dentro de uma cidade pequena. E a situação social dessas famílias vinha se agravando dia a dia.”

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 7.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Clique e assineJá sou assinante