A participação brasileira no concurso de Nova York

O concurso do waterfront movimentou profissionais de arquitetura em todo o mundo pela oportunidade de participar - mesmo que, a princípio, apenas a nível de ideias - da elaboração do plano urbanístico para uma área de cerca de 3,5 km2, numa cidade da importância e do porte de Nova York.

O Brasil figurava entre os 33 países representados no concurso, através de trabalhos das equipes dos arquitetos Alberto Botti e Marc Rubin (publicado na Projeto 110), Roberto Loeb, Davison Becato e do escritório Croce, Aflalo & Gasperini. Esse último, publicado no New York Times, ao lado dos premiados, como uma das propostas de interesse.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 7.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Clique e assineJá sou assinante