2º Prêmio Brasilit de Arquitetura: Nesta proposta, um incentivo ao mutirão – Projeto finalista

Autores: Fernando Vieira Jr., Marcos Solter, Mario Vieira Lima e Paulo Cunha

Conceituação básica

Na composição do projeto visou-se principalmente viabilizar a moradia para uma população de faixa de renda entre 3 a 5 salários mínimos, com a racionalização dos custos decorrentes da urbanização além de incentivo do trabalho em mutirão à mão-de-obra não qualificada, sem esquecer as condições mínimas de conforto e individualidade do morador pois o partido adotado na unidade básica, sem geminar, admite uma ampliação espontânea incentivando a criatividade assim como a quebra do ritmo de um desenho urbano acadêmico permitindo a integração com a comunidade sem provocar a massificação. Esta unidade é composta de dois quartos, sala, cozinha, sanitário, varanda e área de serviço. A sua flexibilidade possibilita ampliações de acordo com as necessidades de cada família. A sala e cozinha compõem um ambiente integrado com uma maior amplitude do espaço em face da ausência de elementos rígidos na sua composição. 0 volume acima da cobertura onde se localiza o reservatório cria um melhor aspecto plástico além de oferecer maior conforto térmico à célula, em face do efeito chaminé.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 7.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Clique e assineJá sou assinante