29º Opera Prima: Espaço Morto (projeto premiado)

Miguel Angel Palacios Carrasco (autor), Carlos Eduardo Feferman (orientador), Universidade Federal do Rio de Janeiro

Em grande parte, os atuais cemitérios urbanos da cidade do Rio de Janeiro são espaços derivados de uma lógica difundida na Europa no início do século 18, segundo a qual o espaço da morte é deslocado para as periferias e arredores da metrópole, passando a configurar um ambiente onde a vida urbana parece banida.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 7.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Clique e assineJá sou assinante